img 492x3242016 06 29 16 43 48 547929.jpg

A trajectória palmilhada, após o 25 de Abril, deixou marcas profundas enraizadas em toda a população imbuída de uma consciência colectiva, onde o património histórico herdado constituía uma pertença de todos os que aqui viviam e trabalhavam e sobre eles recaía a responsabilidade de o vivificar, de o preservar, como reminiscência dos antepassados, marcos históricos que eram e traços profundos da sua própria identidade.

Continuar...