As populações não desistem e não ficam à espera. Tal como em Santo André, no resto do país continuarão a lutar pela reposição das suas freguesias.

imgonline com ua resize tbanv5vhfvju

População de Santo André em defesa da reposição da sua freguesia / Abril Abril

 

Representantes do Movimento Pela Reposição da Freguesia de Santo André entregaram uma cópia do abaixo-assinado em defesa da reposição desta freguesia, que já reuniu cerca de 2000 assinaturas, ao Presidente da República, durante a deslocação deste à tradicional «Ginjinha de Natal», no Barreiro, no último dia 24.

A população esteve presente e fez ouvir a sua voz: «Sr. Presidente, devolvam-nos a nossa freguesia». A freguesia de Santo André foi criada a 25 de outubro de 1973, passou a vila em 1995. Como tantas outras freguesias por todo o país, foi extinta em 2013, contra a vontade da população e dos órgãos autárquicos democraticamente eleitos, por via da imposta «Lei Relvas» do governo do PSD e do CDS-PP.

Recentemente foram rejeitadas as iniciativas legislativas do PCP e do BE, que propunham a reposição das freguesias extintas, com os votos contra do PS, do PSD e do CDS-PP. Mas foi aprovado um projeto de resolução, de iniciativa do PS, onde se defende que a reorganização territorial das freguesias apenas será objeto de avaliação na sequência das eleições autárquicas 2017.

As populações não desistem e não ficam à espera. Tal como em Santo André, no resto do país continuarão a lutar pela reposição das suas freguesias.