17 DM272 0691

Vista geral da audiência no início da sessão

 

No passado dia 23, o Instituto de Geografia e Ordenamento do Território acolheu a conferência comemorativa dedicada aos 40 anos da revista Poder Local. A conferência foi apresentada por Sofia Martins, vice-presidente da Câmara Municipal do Barreiro e contou com inúmeras presenças, entre autarcas e especialistas da matéria.

Na mesa da conferência estiveram Jorge Cordeiro, diretor da revista, Lino Paulo, do coletivo da revista, e Mário Vale, diretor do Centro de Estudos Geográficos.

A abertura da conferência ficou a cargo do diretor do Centro de Estudo Geográficos, que focou a sua intervenção na importância do poder local para o desenvolvimento do País. Felicitou ainda a revista Poder Local pelos seus 40 anos, destacando o seu contributo no acompanhamento do percurso do poder local em Portugal. O painel de intervenções da conferência incluiu as seguintes participações:

  • «40 anos da Poder Local, Uma História do Poder Local», Lino Paulo;
  • «O Poder Local na Constituição de Abril», António Filipe;
  • «Poder Local e Serviço Público», Joaquim Judas;
  • «Poder Local, Poder de Proximidade», Bernardino Soares;
  • «Poder Local. Os necessários meios de intervenção», José Maria Pós-de-Mina;
  • «Poder Local, Desenvolvimento e Território», Josué Caldeira;
  • «Poder Local, Perspetivas de Futuro», Jorge Cordeiro.

A conferência, para além de assinalar os 40 anos da revista, serviu, sobretudo, para abordar e aprofundar diferentes questões que importam ao poder local, à sua autonomia e à administração local. Das diferentes intervenções que tiveram lugar, sobressaiu um tema comum, o da regionalização, entendida como o elemento do poder local democrático, consagrado na Constituição, que está em falta.

A revista Poder Local confirmou nos seus 40 anos o seu propósito inicial, o de «apoiar a construção do novo aparelho de Estado local, através do debate dos problemas e das soluções, da recolha e divulgação de experiências de gestão democrática, do estudo das condições concretas existentes em cada região, concelho ou freguesia».